Admirável mundo novo [Brave New World]

Resumo da história:
Consideração inicial:
O que o tornará clássico será sua possibilidade de não estar preso a um tempo específico, nem a uma região específica. E os dois fatores são encontrados nesse livro, pois o seu foco estará no modo como humanidade perderá as sua subjetividade, no fim, os seres humanos se transformarão em autômatos biológicos (nas palavras do grande Monir Nasser à respeito da trama).

A análise será feita a partir de 03 grandes blocos que são primordiais para se ter uma noção do livro no aspecto de transcender ao sentimento aventuresco.

1º A situação cíclica
Com certeza deverá ser a consequência de todo o grande livro, o seu caráter cíclico, o acontecimento dessa trama estará inerente ao homem (em possibilidade menor) e nunca haverá a extinção do Admirável mundo novo.

A) O desejo da humanidade de se idealizar 
O mundo sem sofrimentos, o prazer constante, possivelmente a maioria dos homens e mulheres desejam isto: estabilidade. E isso será a mola mestra da sociedade moderna, a tentativa incansável de praticar o utópico. Como prova, a modernidade produziu inúmeras ideologias, a exemplo do socialismo, anarquismo, neoliberalismo, as quais adentram desde o modo de atuação do Estado ao de pensar individualmente sobre o mundo. O primeiro indício de perda de subjetividade e início ao pensamento coletivista.
A busca pela idealização prática é inerente a todos, por isso a trama é inevitável como também será exacerbada a busca.

B) A boa índole humana e o desejo de superação
Não se pode negar que a humanidade é esperançosa acerca dos tempos futuros e se não existisse o desejo, muito provavelmente não se desenvolveriam tanto em cultura. Somos únicos a produzir cultura material e imaterial. Portanto, esse acúmulo de conhecimento aliado ao desejo de autossuperação são inerentes a todos, por isso a trama é inevitável como também será exacerbada a busca.

C) O avanço da ciência materialista e pragmática
O mundo contemporâneo tem mais estabilidade, conforto, prazer, isso se deve muito à ciência. A boa índole humana incorporou o pensamento científico e em geral se pratica esse aforismo: Alcançar somente o que se pode tocar. A ciência não tem condições de sublimar ao imaterial, logo o pensamento pragmatista (utilitarista) está inserido nela. Os contemporâneos, em geral, dão pouco valor ao imaterial simplesmente porque a ciência não consegue alcançar.
O pensamento cientificista já se tornou cultural devido ao conforto que ofereceram, por isso a trama é inevitável como também será exacerbada a busca.

2º A instauração da trama antes de ser narrada - uma suposição
Como os 03 fatores iniciais são inerentes, será impossível a abolição de possibilidade do Admirável mundo novo. Tentaremos inferir como ocorreu o processo ditatorial.

A) A ciência cria uma maneira efetiva de o homem se desligar do mundo: O Soma
A utilização dessa droga aparecerá muitas vezes no decorrer da história, terá um motivo crucial: A alienação do homem da realidade.
Assim que os personagens da trama inciaram a utilização frequente da droga e abandonaram os problemas e a busca ao transcendental, o autocontrole, o sentimento hedonista se instaurou totalmente. O homem ficou deveras pacato.

E o que acontecerá com as grandes dúvidas e vazios humanos?
Haverá o exercício de ignorá-los através do soma e, também, devido ao desejo de vida intensa.

B) O Estado se aproveitará da alta crença na ciência, irá patrociná-la, ao mesmo tempo em que estatiza a vida humana
No início do livro até o fim será inevitável notar a gigantesca participação do Estado na vida do habitante desse fictício mundo.
Desde de o nascimento (haverá uma produção sistemática de clones humanos), educação, seleção de trabalho, instauração da moral condicionada (enquanto as crianças dormem). Para que tudo acima ocorra é mister necessário a eliminação da família, pois cada família terá uma segmento moral diferenciado (noção de amor, afeto, limite, dor, morte), haverá um passado único, influências culturais diferentes. A subjetividade (individualidade) se inicia com família, a partir disso se obterá uma aleatoriedade de pessoas.

Como o Estado ditatorial não poderá ter pensamentos contrários, consequentemente, é muitíssimo importante a aniquilação da formação familiar (o que acontecerá no livro). No final, a individualidade (pensamento subjetivo de mundo e pessoas) se tornará individualismo (pensamento narcisista e utilitarista do mundo e pessoas)

3º A saída da situação cíclica
Com a ditadura instaurada, o principal desafio será a fuga do pensamento comunitário, como também a tentativa de modificação da estrutura social. No livro se encontraram apenas 02 possibilidades de mudança.

A) Um erro de clonagem
O personagem Bernad Marx será o raro exemplo e que ao abrir os olhos da sua ditatorial realidade, tentará mudar.

B) Uma comparação de sociedades
O personagem possuidor das qualidades, o verdadeiro analista da admirável sociedade será o indígena porque ele vivenciará as 02 realidades (a terra-natal, de exaltação a dor e busca ao transcendental VS a urbanização, de exaltação ao material e hedonista). Ele sucumbirá ao estilo de vida urbano, porém resistirá e morrerá tentando se desintoxicar desse Admirável mundo novo, isso o consagrará como o personagem principal da história, pois é o único a possuir riqueza espiritual, ele irá ler e entender os grandes conhecimentos escritos por Shakespeare.

O que podemos aprender com John, o Selvagem?
A importância de se elevar a algo maior; transcendência espiritual como motivação de vida.
O domínio dos grandes conhecimentos humanos (evidenciado pela leitura  dos romances de Shakespeare).
Perceber a realidade ao qual lhe foi imposta e não se render sem lutar.

Informação complementar: A boa consequência da literatura clássica

Finalização
Não adianta se voltar contra a realidade existente sem obter um bom domínio de cultura, a dialética será imprescindível para quem deseja entender a realidade. Para obtê-la é importante a elevação espiritual, pois os homens se estabilizam ao que lhe é superior e as regras de conduta sozinhas nunca irão humanizar a sociedade. É necessária a busca de Deus para, efetivamente, sermos repleto de subjetividade.

Informação complementar: A Alma Vegetativa, Sensitiva e Intelectiva

Versão cinematográfica












Entrevista com Aldous Huxley
Compartilhar Google Plus

Autor Roberto Tinée

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial